Impactar um público quando ele está disposto a isso



Qual a razão para que a comunicação seja tão importante no planejamento, divulgação, cobertura e avaliação de um evento? As pessoas – sejam médicos, assistentes sociais, executivos de vendas ou qualquer outro perfil interessado – estão em um evento científico, de relacionamento ou até gastronômico dispostas a serem impactadas. Estão dispostas a receber, se atualizar e trocar informações sobre técnicas, conhecer os lançamentos, promoções ou mesmo a venda de produtos e serviços. É comunicação pura. E é a ideia básica por trás da comunicação em eventos.

Fazendo um exercício comparativo na área da saúde, por exemplo, existem 53 especialidades médicas reconhecidas pela Associação Médica Brasileira (AMB). Isso sem contar tantas outras áreas de atuação ou associações que congregam médicos, profissionais da cadeia multidisciplinar e até de pacientes.
Se cada uma delas fizer, pelo menos, dois eventos científicos por ano, teremos mais de 100 congressos, que precisam em primeiro lugar de….participantes!

Para que haja participantes é preciso? Divulgar o evento! É aí que começa a comunicação e suas mais diversas possibilidades de divulgação, atração de possíveis clientes e de fidelização de clientes e associados.

E quando falamos em divulgação, ela pode ser feita para diferentes finalidades e públicos. A assessoria de comunicação, por exemplo, atrai a atenção da imprensa para o evento em si, para possíveis lançamentos de produtos e serviços ou mesmo para temas em evidência. No pré-evento a comunicação digital é fundamental para informar e serve como um “alerta constante” aos possíveis interessados. A mensagem? “Preciso participar desse evento!”

Durante o evento, a cobertura jornalística via redes sociais é fundamental para ampliar o engajamento do público com seus likes, check-ins e compartilhamentos. Isso faz com que o evento seja mais e mais conhecido e, claro, faz com que aqueles que não foram pensem duas vezes para não perder a próxima oportunidade. Isso vale também para uma boa cobertura fotográfica.

Por falar em cobertura, ter jornalistas experientes fazendo a cobertura jornalística para publicações institucionais (impressas e digitais) servem como meio de aprofundar o debate sobre os temas apresentados, bem como, serve como registro histórico do evento.

Por isso, ano após ano, grandes eventos como o Salão do Automóvel, a Bienal do Livro ou a Semana Brasileira do Aparelho Digestivo investem pesado em comunicação. Investem por que sabem que o retorno do investimento com comunicação – embora muitas vezes intangível e não se meça em valores – é estratégico para atrair e cativar seus públicos de interesse.

Já pensou nisso? Comunicar – antes, durante ou depois – de um evento pode ser o que você precisa para se diferenciar.

Entre em contato conosco: 11 3875-6296

Nome*

email*

Assunto

Mensagem